julinha fotógrafa!Oi! Meu nome é Júlia Aldenucci, apaixonada por artes visuais, fotografia e Matryoshkas – essa palavra complicadíssima, que em português virou matrioska mesmo, e é o nome daquela boneca russa que tem um monte de bonequinhas dentro. Sabe? Pois é. Minha bisavó foi para a Rússia e trouxe uma de presente para a minha avó quando ela ainda era criança. Quando minha mãe nasceu, a boneca passou para ela e em breve será minha! É uma homenagem e um elo entre as mulheres da minha família.

Resolvi unir essas três paixões e nasceu a Matri Fotografia.

Eu comecei essa história sozinha, ainda pequena, brincando de registrar tudo que via com uma mini câmera de filme que eu insisti muito para minha mãe comprar em uma ida ao shopping e uma Polaroid que ganhei no aniversário seguinte. Os anos iam passando e eu cada vez me interessando mais. Passei a ler artigos e livros, visitar exposições, viajar pra conhecer lugares que amigos indicavam e até “puxei” uma eletiva de fotografia na faculdade de publicidade para entender melhor como tudo isso funcionava. Até que, de repente, percebi que a paixão tinha crescido e eu precisava me aprofundar de verdade. Resolvi ir para a escola mais famosa de formação em fotografia no Rio: o Ateliê da Imagem. Lá comecei a engatinhar, frequentei os 6 meses de ciclo básico e também o curso chamado Flash Criativo e o Proposta de Exposição. Também fiz workshops específicos como o de iluminação com o Leandro Neves e outros como o de newborn com a Stephanie Robin e o Técnicas de Estúdio, ambos na Escola da Imagem.

Acredito que uma foto não é apenas técnica, não é o clicar de um botão. Um fotógrafo precisa também desenvolver seu lado artístico, gostar de arte, pesquisar. Para trabalhar esse aspecto, comecei com dois cursos de fotografia na Escola de Artes Visuais do Parque Lage: o Fotografia Expandida e Fotografia Contemporânea. Depois quis me aprofundar no campo das belas artes e fiz o curso de História da Arte. Percebi que adorava estudar, pensar e fazer arte, então me inscrevi no processo seletivo para o programa de bolsa para estudantes que o governo oferece em parceria com o Parque Lage e fui selecionada! Na mesma época, decidi que era hora de mergulhar de vez nos estudos fotográficos e cursei a pós-graduação em Fotografia e Imagem da UCAM/IUPERJ.

Em 2015 quis levar os estudos além… além do trivial, além do normal, além mar. Passei dois meses na Europa estudando e pesquisando sobre arte, fotografia e fotografia de moda. Fiz o curso de especialização em Fashion Photography do Istituto Marangoni em Paris e em Milão e desenvolvi vários trabalhos por lá. Quando retornei, me voltei ao aspecto documental e humanitário com o curso Bem Querer do João Roberto Ripper. Já em 2016 fiz um mini coaching de Marketing para Fotógrafos com a Daniela Justus, uma mentoria de Edição e Workflow com a Ana Kacurin e depois parti para São Paulo para o Workshop Internacional de Fotografia Infantil com a Suzy Mead pela Fine Arts. Ainda em São Paulo, me aprofundei no tratamento com o curso Photoshop para Fotógrafos do Leandro Neves. Já iniciei 2017 estudando mais uma vez com a Dani Justus em seus cursos de Fotografia de Parto, Fotografia de Família e Festança.

Me mantenho assim: sempre aliando o estudo ao trabalho, sempre treinando meu olhar, buscando referências nos mais variados tipos de artes, visitando exposições e museus, sempre buscando conhecer mais e, obviamente, fotografar bastante.